CQ? na net:

A liga dos sem respeito ao contribuinte.


A imagem de um Sem terra sobre um trator derrubando milhares de pés de laranja numa fazenda produtiva foi uma das cenas mais revoltantes que eu vi no ano de 2.009. A violência do ato não se resume ao dano ambiental, mas representa uma agressão ao trabalho honesto, ao patrimônio construído a duras penas através do trabalho de anos.

A Cutrale, maior fabricante e exportadora de suco de laranja do país, que gera riqueza, divisas para o país e muitos empregos, dona das terras, dos pés de laranja e até do trator, somou ao final da baderna um prejuízo de Um milhão de reais.
Hoje a policia prendeu nove dos bandidos envolvidos na invasão da fazenda e na destruição do patrimônio privado e produtivo. O tal movimento a que pertencem se autodenomina dos sem terra, mas o apropriado seria dos sem outra coisa qualquer.

O chefe do bando, Miguel da Luz Serpa, que segundo a secretaria de segurança publica liderou o ataque, é presidente de uma tal Cocafi, cooperativa ligada ao MST, que tem contrato celebrado com órgão federal (Conab), no valor de R$:500 mil, segundo o jornal on line A Comarca.

Com o bando a policia apreendeu armas e diversos materiais e objetos roubados na fazenda da Cutrale.

É um péssimo indicativo, num país democrático com economia de livre mercado, o governo federal se aproximar tanto de gente deste tipo. Não fosse suficiente, a policia prendeu mais gente ligada ao governo, desta feita umbilicalmente. A vereadora Rosimeire Pan D'Arco de Almeida Serpa, como o sobrenome denuncia, é esposa do tal presidente da tal “Coca sei la do que” e exerce um mandato pertencente ao glorioso partido dos trabalhadores e o ex prefeito de Iaras, ilustríssimo senhor Edilson Grangeiro Xavier, carrega no bolso da camisa, além da carteirinha do MST, a carteirinha vermelha do PT.

Nem vou questionar aqui, a legalidade de uma entidade criminosa, presidida por cônjuge de uma vereadora, celebrar contrato com órgão publico federal. Quero saber é se o partido do presidente da republica, vai responder de alguma maneira pelos atos de seus representantes e filiados ou pelos prejuízos causados. Não vi ninguém do partido repudiando a atitude de seus membros ou sequer mencionando punição qualquer a eles. O silencio cúmplice da legenda é o que temos para tirar nossas conclusões.

Se, o partido legalmente organizado e constituído, que abriga o presidente da republica, abriga impunemente bandidos desta natureza e nem mesmo trata de fazer por conta própria a separação entre o joio e o trigo, só posso imaginar que petista é tudo (são todos) farinha ideológica do mesmo saco.

0 comentários :