CQ? na net:

O bulying de gente grande: Portugueses vitimas de racismo em Luxemburgo.

O Grão-Ducado do Luxemburgo ou simplesmente Luxemburgo é um pequeno país europeu com mais ou menos 500 mil habitantes. Entretanto o País tem simplesmente o maior Produto Nacional bruto per capita do mundo, acima dos 60 mil dólares. Isto somado a um governo de “bem estar social” que oferece até atendimento multilingüe nos postos de serviço publico atrai naturalmente muitos imigrantes. Atualmente mais de 15% da população (80 mil pessoas) é formada por imigrantes portugueses.

Muito embora os portugueses sintam-se absolutamente à vontade em Luxemburgo, um e-mail originado na policia local causou consternação na comunidade Lusa do país.

No ‘e-mail’, os autores desafiam os luxemburgueses a ir para países como o Paquistão, Afeganistão, Iraque, Nigéria, Turquia e Portugal, e exigirem privilégios que os imigrantes usufruem no seu país. "Exija assistência médica gratuita para toda a família, insista para que os funcionários dos centros de saúde falem luxemburguês e pendure a bandeira do seu país à janela. No Luxemburgo, tudo isto é possível porque somos governados por idiotas politicamente corretos",

O eurodeputado luso Paulo Pisco contatou o ministério do interior luxemburguês que nada viu de mais ou de xenófobo no e-mail razão pela qual não achou necessário se tomar providencias, deixando o eurodeputado indignado.

No burburinho causado pela imprensa de Portugal, uma frase matou a charada:
"Eu nunca senti racismo mas as minhas filhas já o sentiram na escola. Mas em Portugal também muitos estrangeiros sentem", afirmou Isabel Pardal imigrante portuguesa ao jornal luso Correio da Manhã.

A frase de Isabel reflete bem o quão pernicioso é o preconceito para as relações humanas. Sempre haverá em todas as instancias gentes que se sintam superiores e prejudicadas pela presença dos supostamente inferiores. O preconceito deve ser combatido como uma epidemia mundial, não existe pessoa imune a seu alcance, por melhor que seja ou julgue ser.

Brasileiros do sul exercem seu preconceito contra os do norte, que exercem seu preconceito contra os negros que exercem seu preconceito contra as mulheres que exercem seu preconceito contra os índios que exercem seu preconceito contra os estrangeiros que exercem seu preconceito contra os brasileiros do sul.

Não leva ninguém a lugar algum.

Com informações do Correio da Manhã de Portugal

1 comentários :

Anônimo disse...

eu acho que o bullying é massa porque a pessoa se toca que é gorda ou tem seus defeitos ou mudam...