CQ? na net:

Dia do servidor público - Crônica: A gente de organização escolar.

Trabalhar com criança é gratificante. A sinceridade e a pureza desta gente pequena no tamanho, mas infinita nas sensações é um premio para os que trabalham com amor. Outro dia um aluno correu a valer durante o intervalo. O dia estava quente e ele não pensou duas vezes: Lavou a cabeça e quase tomou um banho completo no pátio da escola. A professora veio com o garoto entre assustado e ainda ofegante por conta das atividades físicas “extracurriculares”.

-Olha o estado deste menino! Como é que vai assistir à aula, ensopado deste jeito?

A bronca era inevitável. Depois de intermináveis dois minutos explicando o porquê não deveria ter feito aquilo, em tom duro o suficiente para garantir que nunca mais ele fizesse o bebedouro de chuveiro, um afago na cabeça e uma ligação para que a avó lhe trouxesse uma peça de roupa seca e uma toalha de banho.

Os dias passaram e como o menino não é dos mais danados, ocorreu que quase não tivemos mais contato, já que na correria do intervalo acabamos ficando mais próximos das crianças mais serelepes, que exigem mais atenção; destas sabemos o nome, o apelido, a cor predileta e até o que são ou não capazes de aprontar.

No ultimo final de semana houve uma mostra cultural na escola. Os pais acompanharam os alunos, que mostravam orgulhosamente seus trabalhos sobre a sustentabilidade. No horário de saída, a mãe me pedia uma informação e o garoto todo animado com a mostra nem tinha percebido quem estava papeando com ela. Ao erguer os olhos, o espanto. Exibiu uma carinha de grata surpresa e me cumprimentou com o oi mais simpático e alegre que ouvi durante o dia.

Dia 28 de outubro é o dia do servidor público. O agente de organização escolar cuida da rotina burocrática e do atendimento ao público na secretaria, além de organizar e tomar conta das crianças durante a entrada, a saída e o intervalo nas escolas. O salario defasado por anos a fio é desanimador, mas perceber a gratidão, a ternura e o afeto das crianças mesmo quando tomam uma bronca daquelas, não tem preço.

0 comentários :