CQ? na net:

McAfee falha ao testar blogues brasileiros.

A McAfee é uma das mais tradicionais e confiáveis empresas no ramo de segurança da Informação. Seus produtos costumam ser festejados em fóruns e a empresa pouco oferece em softwares freeware, um sinal de consolidação no mercado.


Um dos poucos produtos distribuídos gratuitamente é o site advisor, que testa downloads em sites e classifica as paginas de acordo com a segurança. É interessante por que a classificação aparece na própria pagina de busca e o usuário sabe se o site é seguro antes mesmo de clicar no link.


Quando uma empresa disponibiliza produtos gratuitos está fazendo marketing. A intenção é que o usuário perceba o quanto seus produtos são bons e que vale a pena pagar por eles. No caso do site advisor a McAfee deu uma bola fora.


O site advisor "entende" que a extensão de domínio "blog.br" é um site e assim classifica todas as paginas com esta terminologia como sendo inseguras para downloads. Ocorre que a maioria dos endereços terminados em "blog.br" são (ora pois!) blogues e nem sequer disponibilizam downloads.


blog.br nada mais é que uma extensão de domínio, tal qual com.br, gov.br, etc. O erro da empresa equivale a afirmar que todos os sites com a extensão com.br sejam inseguros.


Marcando todas as paginas que terminam com "blog.br" como inseguras a McAfee prejudica os blogueiros brasileiros e os usuários que podem deixar de acessar conteúdo interessante por conta da classificação equivocada da empresa.


O hiper-mega-power atendente.


Entramos em contato com a empresa (temos a conversa gravada) e o menu oferece as seguintes opções: 1 para clientes residenciais, 2 para clientes corporativos e 3 para outros assuntos. Escolhi a opção 3 e o atendente Paulo me solicitou que ligasse novamente e escolhesse a opção 1 já que era da área corporativa que não tem como transferir a ligação. Liguei novamente e adivinhe só quem foi que me atendeu: O atendente Paulo da área corporativa!


Para começar exigiu minha identificação como cliente da empresa pois aquele canal era exclusivo para clientes. Felizmente eu tenho uma conta McAfee. Após repetidas explicações tentou culpar o sistema operacional. Ocorre que utilizamos a ferramenta em computadores com diversas plataformas, desde o bom e velho XP até o Windows 7. Então nosso super atendente abriu um protocolo e ficou de encaminhar para a engenharia e entrar em contato para informar a solução encontrada. Espero que nosso atendente não seja também a “equipe de engenharia”.

Notas:
1) Clique na imagem para ampliar.
2) Entre todos os sites terminados em "blog.br" a McAfee encontrou apenas 1(um) download suspeito.

0 comentários :