CQ? na net:

Servidor paulista - Uma cronica sobre Hitler, Owens, Alckmin e você.

Recebi hoje, por e-mail, a agenda do governado Geraldo Alckimin. Ela dizia assim “...O governador Geraldo Alckmin participa nesta quarta-feira, 16, às 14h, no Museu do Futebol, do lançamento do guia “Cidade Base: O Potencial do Estado de São Paulo para sediar os Centros de Treinamento das Seleções para a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014”.” Lembrei na hora de    Jesse Owens– A perola negra na coroa de Hitler.

Hitler sabia (com o saber dos profundamente sábios políticos) que os negros eram inferiores, afinal, aquela era a sua olimpíada (Berlim 36) e o investimento em atletas arianos comprovaria facilmente a supremacia branca, tanto que foi ao estádio no primeiro dia do evento.
Jesse, um negro, venceu 4 provas e forçou Hitler a se retirar as pressas, para não passar pela humilhação de cumprimentar um campeão negro. Jesse fez um protesto silencioso que retumbou como jamais poderia se fosse um tiro ou uma bomba.

Nosso governador chegou ao planalto pedindo (e recebendo) aumento. O salario do governador não pode ser comparado ou mesmo equiparado à iniciativa privada, já que quem escolhe um cargo eletivo, escolhe trabalhar para o bem estar do povo (o conjunto) em detrimento de si próprio (ou de um só). Ainda assim nosso governador julga que precisa de 18 mil reais por mês para levar uma vida digna. O curioso é que Geraldo não tem filhos pequenos para criar, não paga aluguel (Nós o fazemos) e nem precisa fazer compra em supermercados ou pagar passagens. Se com tudo isto ele precisa de quase 20 mil reais todos os meses, por que diabos um servidor publico concursado pode (na verdade deve) viver com pouco mais que um salario mínimo?
Corra Negro! Corra!

O estado vai fazer investimento pró Copa do mundo e os servidores do estado não poderão ver um só jogo. Eu duvido que se deixar de comer para comprar ingressos, um mês de salario cobrirá o custo!
Somos os cidadãos de segunda classe. Somos pagos para atender a demanda da população, mas poucos conseguem chegar ao final do mês com dinheiro no bolso ou com as contas em dia. O vale-alimentação é de R$:4,00 por dia. Não compra uma coxinha e um copo de suco.
Como Jesse Owens nós vencemos as muitas provas com barreiras e protestamos todos os dias silenciosamente, nosso governador sabe que somos inferiores, não merecemos salários dignos e se apesar dos pesares vencemos, nem mesmo somos dignos de um aperto de mão.

0 comentários :