CQ? na net:

Onde está Deus? - O que há de ciência em ser ateu.

Ateus costumam usar a ciência como álibi para afirmar sua falta de fé em deus ou em entidades religiosas de modo geral. O lugar comum do ateu é “quem não sabe que deus não existe é um ser com menos inteligência e sapiência.”. 

Faltou combinar com a ciência. A filosofia até questiona a tudo o que está estabelecido e as exatas até testam as probabilidades de que sejam –ou não- prováveis, mas a ciência não se presta a provar que um ente criador exista ou não.


Com base em todo o conhecimento cientifico acumulado ao longo dos anos, podemos nos declarar no máximo agnósticos. Ocorre que o termo justamente derruba o argumento ateu. Agnóstico é o que não sabe ou não conhece.

A ciência jamais será capaz de afirmar que “não há Deus” pelo simples fato que a ciência nem mesmo sabe o que há logo ali, na próxima galáxia, e isto é uma parte ínfima de todo o universo, não por acaso chamado de infinito.

Fosse pouco, a ciência volta e meia corrobora uma passagem bíblica como no caso da abertura do mar vermelho, que –hoje se sabe- é perfeitamente possível devido às circunstancias climáticas do lugar.
Sem contar que os autores da bíblia acertaram em cheio a ordem cronológica da criação, isto sem contar com instrumentos, ao menos, rudimentares como canetas e papeis, quiçá computadores de ultima geração. Segundo a bíblia a terra era sem forma e vazia (tal qual a ciência afirma ter sido pangeia) e Deus criou os vegetais, os animais e por ultimo o homem. 

Não é nada cientifico afirmar que Deus existe e mora bem ali acima das estrelas que circundam a via láctea, como nada há de cientifico em afirmar que o “bom velhinho” não possa habitar qualquer outra estrela escondida por aí.

Se você é feliz crendo – ou não – em Deus, pouco importa o que dizem os sábios, eles nada mais sabem do que o “só sei que nada sei”.

0 comentários :