CQ? na net:

Uau! 500 mil leitores.

Obrigado a você que desde sempre ou desde agora está em nosso rol de meio milhão de leitores (ou desavisados, sei lá...)
Nosso bloguinho está com tudo e está prosa. As vezes está até verso! Chegamos aos 80 mil visitantes na “fase” blogspot do blog. Nosso acervo no blig – que continua ativo e você pode conferir clicando no banner bem aí ao lado esquerdo – bateu os 361 mil pageviews. Em dois anos e meio de vida fomos visitados quase 500 mil vezes. Nossa critica cotidiana despretensiosa agradou a quem interessa: Você, meu caro leitor; você minha amiga leitora.

Aqui não temos uma editoria profissional e nem uma pauta muito bem definida, escrevemos como quem conta causos aos amigos, umas vezes compulsivamente e outras com longas pausas entre um artigo e outro.
500 mil leituras não tornam este blog um fenômeno de audiência e nem temos tal pretensão. O simples fato de encontrar centenas de pessoas dispostas a dar uma passadinha por aqui diariamente é uma grata surpresa e nos motiva a continuar “brincando de dizer verdades”.

Cometemos erros, escrevemos bobagens e isto basta para nos aproximar da grande imprensa, como mostra a figura extraída do portal G1, o mais influente  (e visitado) do país. No mais agradecemos a você que passa por aqui de vez em quando e “gasta” preciosos minutos de seu tempo lendo um artigo qualquer, que por um motivo qualquer, lhe pareceu interessante.
Inglês foi mantido na cadeia por 10 dias, mas... ficou apenas 7! Entende?

Este anônimo e agradecido cidadão continua por aqui escrevendo, muitas vezes como um palhaço, sem jamais duvidar da sinceridade da plateia que sorrindo (ou debochando) lê suas parcas e mal traçadas linhas.
Se puder volte sempre ou volte quando quiser. Aqui você sempre encontrará mais do mesmo: Uma leitura diferente, o ponto de vista de um anônimo, sobre um assunto relevante ou a maior bobagem, um fórum permanentemente aberto e sem censura prévia (nossos comentários não são moderados) e erros e acertos e a formula do amor.

Obrigado a você que desde sempre ou desde agora está em nosso rol de meio milhão de leitores (ou desavisados, sei lá...)

0 comentários :