CQ? na net:

Homenagem de Jenário de Fátima a Drumond, o artista vai onde o povo está.


Imagem de fotocomedia.com


Me diz poeta, diz ai,
Porque tem coisa que só poeta vê?
Pra que Poeta, votar no PT
Se hoje pulo mais do que Saci?

Meu bom Drummond não tenho onde ir
Penso pedir no Radio, na TV
Eu quase nada tenho pra comer
E nem sei mais Poeta a quem pedir...

Veja só Poeta, quem diria...
Lula era assim Poeta, como eu
Mas ficou grande, agigantou, cresceu
Té virou Santo, vixi, Ave Maria!...

Agora esqueceu tudo que era
Quando vê pobre tipo eu assim
Parece ate que tem pedras no rim
E se contorce, vira uma fera.

Pois é Poeta, já estou me indo
Sei muito bem que só vc me escuta
Tou indo embora velho, vou a luta
Fica com Deus ó meu poeta lindo...

0 comentários :