CQ? na net:

CQC faz (vejam só!) piada sobre a criminalidade no Rio de Janeiro.

imagem de asultimasdocqc.blogspot.com
Este blog recebeu um bocado de e-mails reclamando de uma piada feita pelo CQC no programa de 14/11. Muita gente não entende que a proposta do programa é justamente fazer humor com acidez e após os episódios polêmicos que culminaram com a saída de Rafinha Bastos, virou moda policiar o programa. 

Têm até quem assista só para criticar. Se você não gosta deste estilo de humor é melhor assistir a "tela quente", pois o programa se presta justamente a ser provocativo e isto é o que garantiu as polemicas e a audiência do humorístico.

A piada que deixou o povo indignado é a seguinte:

"No Rio de Janeiro tem só ladrão? Não, isto é no congresso, o Rio tem também traficante e assaltante!"

Eu adoro o Rio de Janeiro e adoro o povo carioca, ocorre que este tipo de piada é feito encima do noticiario da hora e o combate ao crime no Rio de Janeiro é noticia. Já fizeram piada sobre a preguiça do povo baiano e duvidando da masculinidade dos gaúchos e nem por isto o mundo acabou.

É certo que este tipo de piada pode ser de gosto duvidoso, mas ninguém é obrigado a ver o programa. Se não gosta aperte a tecla do controle remoto e pronto. Se estão no ar e com audiência pujante é por que o povo aprova ou pelo menos faz questão de ver. 

O CQC virou um dos assuntos mais comentados do twitter com a hashtag #cqcfail que insinua uma falha do programa ao brincar com o drama carioca. Acho que o programa falharia se poupasse paulistas e cariocas de suas piadas, enquanto a "metralhadora" dos humoristas girarem de forma "democrática" , o máximo que podemos e desaprovar o conjunto da obra. Não dá para achar bonitinho fazer piada com uns e abominável a mesma piada com outros. 

E nem dá para ficar fomentando a censura estatal. A melhor censura que existe é o telespectador que felizmente pode escolher o que assistir sem que um censor do governo tenha que fazer isto. 

0 comentários :