CQ? na net:

É Guerra: Cala a boca delegado! - Entrevista da Semana

Roberto Conde Guerra, 50 anos,  foi delegado da policia civil paulista por 23 anos, serviu em diversas praças como região de Presidente Prudente,Registro, Capital, Diadema, Baixada Santista e  cidades das regiões de Campinas e Piracicaba.
Além de servidor público Doutor Guerra é também cidadão e exerce seu direito à livre opinião no blog Flit Paralisante. Doutor Guerra foi exonerado da policia civil paulista, ocorre que o delegado não bateu num aleijado e nem desviou verba publica, tampouco foi pilhado em ato de corrupção ou peculato, o crime de Roberto Conde Guerra foi se expressar demais. Tempos atrás o delegado teve sua casa invadida e o computador pessoal, além de documentos, apreendido, como se fosse um bandidão. [clique aqui e leia artigo sobre o assunto] Artigo: Que Aleijado Filhjo da puta (sobre cadeirante agredido por delegado em S. J. Campos


O blog Flit Paralisante recebe milhares de visitas diariamente e a exoneração do autor só fez aumentar a audiência. A tentativa de calar o delegado ou -pior ainda- a retaliação por parte do governo paulista lembra a ditadura militar. Por sorte os atentados contra o delegado se restringem, o que não é pouco, ao cerceamento de direitos e ao dano moral.


Entrevista:


CQ? - Doutor Guerra, qual foi o motivo de sua exoneração?
 Doutor Guerra:  Fomos acusados de procedimento irregular de natureza grave, porque, no dia 30 de janeiro de 2008, teríamos dado repercussão a matéria do Jornal Nacional, da noite  anterior:


 Os jornalistas da Rede  Globo investigavam denuncias de superfaturamento de ternos; na matéria acusavam o diretor do DIRD de comprar 60 ternos por cerca de R$ 143,00 cada; repassados, mediante recibo de despesas com "operações sigilosas" ,  por R$ 300,00 aos policiais.
Publicamos a matéria agregada com comentários de nossa autoria: A CAIXA PRETA DA POLÍCIA CIVIL DENOMINADA "VERBA RESERVADA"


  


CQ?- Que tipo de dano o senhor sofreu com a exoneração?

Doutor Guerra:  Danos morais e danos materiais. O danos morais  por ser demitido tal como um bandido é imensurável. Materialmente perdemos mais de 23 anos de trabalho e contribuição para a previdência pública; deixando de receber salários pelos próximos anos e subsequentes proventos da aposentadoria. Caso trabalhássemos até completarmos 70 anos, nosso prejuízo alcancaria cerca de R$ 2.000.000,00 ( dois milhões de reais ). 


CQ?O senhor entrou na justiça para pleitear a reparação dos danos que o estado lhe causou?

Doutor Guerra: Constituímos advogados com tal finalidade, mas ainda aguardamos recurso que foi encaminhado ao governador GERALDO ALCKMIN.


CQ?- Alguma entidade classista ou partido politico lhe prestou apoio?

Doutor Guerra: Apenas a ADPESP -  Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo.


CQ?- Quais são os grandes problemas da segurança publica paulista hoje?

Doutor Guerra: Os mesmos dos últimos 40 anos: duas Polícias que competem entre si para manutenção de poder; não para melhor servir.  Pouco investimento no profissional de polícia. 


CQ?- Os delegados da ativa sentem-se a vontade para exercer suas funções?
 Doutor Guerra:Penso que não. Não há mínima tranquilidade e garantias para o exercício funcional digno. 

CQ? - Existe ingerência no trabalho do policial civil paulista?

Doutor Guerra: Sim; sempre existiu. A Polícia é dirigida conforme as necessidades polítcas de ocasião.  


CQ?- A formatação do aparato policial atual é adequado para combater o crime?
 Doutor Guerra: Não; quer pela divisão da Polícia em dois órgãos  quer na dimensão dos quadros dessas duas Polícias. O quadro da Polícia Civil além de pequeno foi mal distribuído. E a resstruturação das Unidades e efetivos enfrenta resistências regionalizadas, pois importará no fechamento de dezenas de Delegacias em todo o Estado.

CQ?- Existe por parte da cúpula da policia transparencia e vontade efetiva de combater o crime organizado?

Doutor Guerra: Depende daquilo que se considere como  Organização Criminosa.
 Mas duvidamos que exista vontade de combater a criminalidade organizada enraizada na Administração Pública; que é exercida por meio de  partidos políticos e organizações acima de suspeitas. Vontade de combater o PCC todos tem, vontade de combater partidos de oposição alguns, vontade de combater o próprio governo ninguém tem. 


CQ?- Na atual circunstancia o crime organizado inibe o trabalho policial?
 Doutor Guerra:O crime organizado na esfera da Administração Pública, inibe sim. 



Sua mensagem a nossos leitores:
Fico muito honrado com a lembrança e com  a oprotunidade do Cidadão Quem.
 Muito obrigado a vocês; torçam por nós!
Muito obrigado aos meus queridos leitores do Flit Paralisante; eles que amo e respeito tanto por não terem esquecido de mim!

3 comentários :

MINERIN disse...

ACHEI QUE A DITADURA NO BRASIL JÁ NÃO MAIS EXISTIA, MAIS EM SÃO PAULO,ESTÁ MAIS DO QUE CONFIRMADO A DITADURA POR ESTE GOVERNO DO PSDB.

Suely disse...

Dr. Guerra,

é um homem politizado, culto, que ama a carreira e a polícia, extremamente combativo. O único , que no meu entender , representaria a classe policial.
Penso também que sua demissão s deu mais pelo receio de que ele tomasse a frente de qualquer movimento contra s ingências que ocorrem e sempre ocorreram nas policiais do Estado de S.P., pois não vi e não entendo a demissão a bem do serviço público deste que é um cidadão honesto e que apenas reporta em seu blog os fatos já veículados pela imprensa.
Para não me alongar demais, é de se lamentar o ocorrido com Dr. Guerra, pois no máximo caberia supensão.
Sinto muito mesmo por tudo que lhe aconteceu.Todos sentimos e muito....

jose carlos roque junior disse...

ESTE DR. GUERRA FALA MAL DE MUITA GENTE INCLUSIVE INOCENTE EM SEU BLOG SEM VERIFICAR A VERACIDADE DOS FATOS GOSTA DE PERSEGUIR POLICIAIS MILITARES MAS NÃO COMENTA NADA SOBRE A CORRUPÇÃO DE INVESTIGADORES.... É UMA PESSOA PARCIAL E MERECEU A DEMISSÃO FOI POUCO....