CQ? na net:

SVO - CQC faz piada criticando criação de serviço essencial no RJ.

O SVO ou Serviço de verificação de óbito é um serviço essencial. Muitas são as pessoas que morrem de causas naturais ou pelo menos sem a ação de agente externo e nas cidades onde o serviço existe, não é preciso que estes corpos sejam encaminhados para o IML (instituto médico legal), já que o SVO verifica e atesta o serviço diretamente nos hospitais ou mesmo fora dele.

A regulamentação do serviço em todo o território nacional foi feita  pelo ministério da saúde através da portaria 1.405 de 29 de junho de 2.006.

Onde o SVO funciona o serviço de medicina legal ganha agilidade já que se dedica exclusivamente aos casos de morte violenta (traumas, agressão por agente externo, etc.).

No programa da última segunda-feira (07/11) o humoristico CQC da rede bandeirantes de televisão prestou um desserviço ao desinformar seu público sobre a utilidade do orgão, ridicularizando um vereador carioca que propôs a criação do SVO, como se a proposta fosse uma futilidade.

Além de enviar uma reporter ao Rio de Janeiro para tripudiar sobre o projeto de lei, o humorístico gravou um  quadro onde um agente de SVO discutia com um médico sobre a morte de um paciente. Médicos obviamente sabem quando os pacientes morrem mas não podem ser os únicos responsáveis por atestar a causa-mortis já que eventualmente o hospital pode ter culpa no óbito, seja por omissão ou por erro de procedimento.

Enviamos e-mail ao programa, ao ministério da saúde e a ALERJ a fim de que o programa corrija o erro, dedicando o mesmo tempo gasto neste episódio à informar corretamente a população.

Confira a portaria do ministério da saúde clicando aqui.  

Confira o projeto de lei carioca clicando aqui.

3 comentários :

Anônimo disse...

bom quadro, engraçado; não assisto cqc, mas o programa foi infeliz ao dizer que o serviço de verificação de óbitos é uma futilidade. O SVO não é coisa de brasileiro, nem da cabeça desse vereador: existe no mundo todo. Faz parte da política de saúde saber do que as pessoas morrem. por exemplo, não se dá diagnóstico de morte por dengue no IML, e sim, em necrópsias feitas no SVO. Parece coisa da Globo quando diz que descobriu a cura do câncer.

Aloisio disse...

O CQC errou e desinformou a populacao sobre o SVO. O servico e previsto em lei, existe em varias cidades, nao e redundante com o IML e sim complementar, e o Rio esta muito atrasado nesta area de vigilancia epidemiologica (em SP existe ha decadas, como importante fonte de dados, por exemplo, nas recentes epidemias de dengue e H1N1 com casos letais). Veja mais comentarios no portal do CQC http://portalcqc.wordpress.com/2011/11/07/cqc-163-confira-a-programacao-da-edicao-desta-segunda-dia-7/#comment-7274

Anônimo disse...

O IML presta um serviçodiferente do SVO, quanto aos mortos. Aquele tem interesse médico-legal, isto é, preocupa-se com 'causa mortis' que envolvem direta ou indiretamente crimes; portanto, a necxropsia é de interesse da Justiça. Este, o SVO se preocupa com a 'causa mortis' que não encolvam crimes, isto é, de ordem sanitária, de prevenção de doenças, dentre outros, e existe no mundo inteiro. Infelizmente, o CQC desinformou a população. Açiás, Jornalistas Brasileiros o fazem quase sempre, quando deveriam informar.
Também há Facuçdade de Jornalismo e/ou Comunicação em qualquer esquina... ...