CQ? na net:

São Paulo 458 anos, tem um bairro com 460 anos.

São Paulo é uma cidade formidável. Cosmopolita toda vida, acolhe com carinho gentes de todas as terras. Dos 11 milhões de habitantes atuais, boa parte é de migrantes e seus descendentes até a quarta geração. Os problemas da metropole são gigantes como todos os seus numeros e neste aniversário não falta quem discuta soluções ou exalte sua grandeza.

Buscando originalidade para falar de São Paulo não vou longe, o bairro onde nasci, estudei, comecei a trabalhar e escrevi boa parte de minha história é cheio de peculiaridades. Tem até a estatua do Borba Gato, que o controverso Paulo Cesar Pereio queria que concorresse a maravilha do mundo no lugar do Cristo Redentor (este deveria ser demolido na opinão do ator). Estamos tratando de Santo Amaro, que no último dia 15 de janeiro completou 460 anos!

O hospital que nasci naquele janeiro de 1975 chamava-se Moderno e fica na Rua Barão do Rio Branco, hoje incorporado ao grupo Alvorada. estudei no antigo colégio Radial (que ficava num prédio velho e hoje faz parte do grupo Estácio) e meu primeiro emprego, aos 15 anos, foi nas Industrias Villares (hoje um condomínio de prédios e casas) e posteriormente trabalhei numa agencia de empregos que chamava-se Top Services e hoje faz parte do grupo Adecco. Nesta época adorava comer pasteis doces no Shopping Center Sul (que de um pequeno centro comercial virou shopping de verdade, o Boa Vista). Se de lá para cá as coisas mudaram tanto, imagine desde a fundação do bairro.

De 1832 até 1935 até cidade autônoma Santo Amaro foi. Durante a Revolução de 1932 os rebeldes tomaram o aeroporto do Campo de Marte e o presidente Getulio Vargas determinou a construção de Congonhas, um dos motivos para o decreto 6983/35 que reincorporou Santo Amaro à Cidade.

Nos extremos de Santo Amaro surgiram as cidades de Embu, Itapecerica da Serra, Taboão da Serra, São Lourenço e Juquitiba; todas ficavam dentro dos limites do bairro/cidade. Santo Amaro, aliás é um centro mais importante que o centro de São Paulo para a maioria dos moradores destas cidades e dos bairros paulistanos mais ao Sul. Diversas industrias, grande centro de comercio popular e serviços, centenas de instituições de ensino, trêm e até um metro que só liga Santo Amaro à bairros periféricos mais ao Sul fazem deste bairro uma metrópole dentro da metrópole.

Partindo de Santo Amaro para o Sul, existe uma grande influencia de migrantes que começou com as Alemães (O bairro Colonia é uma referencia a Colonia Alemã) e continuou com nordestinos (mais),  japoneses e outros povos. Hoje os antigos bairros dormitórios (Como o conjunto da Cohab no Grajaú) vão se desenvolvendo e criando novos microcosmos e a cidade que não dorme vai se reinventando a cada novo ano. Parabéns São Paulo!

0 comentários :