Header Ads

José Serra, o trampolim e as mentiras.

A vida é repleta de trampolins. Estamos sempre saltando em busca de posições mais altas. Para um numero consideravel de pessoas a própria vida é um trampolim para a próxima vida: Uns vivem com afinco para evoluírem na próxima encarnação e outros para garantir um lugar numa cidade feita de ouro e com muros de cristais.

Por sua própria natureza, a carreira politica é um trampolim. Políticos começam em cargos menores e se esforçam para saltarem até onde a popularidade alcançar. O politico mais evidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, começou fazendo politica de chão de fabrica e saltou até as estrelas!

É inerente a natureza da politica também a mentira. Na verdade, poucas são as pessoas neste planeta que nunca mentem, mas na politica existe a necessidade intrisseca de se pintar o próprio céu com tons mais azuis e o diabo dos outros com a cara mais feia. Se você fizer uma pesquisa sobre o maior mentiroso do país, o politico que melhor usou o trampolim - Lula- certamente estará muitíssimo bem cotado.

E agora josé?
Nas próximas eleições municipais a vidraça de José Serra será o compromisso que assumiu  e não honrou: cumprir o mandato de prefeito na integra. Naquela ocasião o grande erro de Serra foi estratégico. Muito provavelmente José Serra assumiu aquele compromisso com a alma cristalina de uma criança. Naquele momento seus projetos para saltar mais alto deveriam passar por um mandato "cheio" na prefeitura.

Ocorre que na politica, assim como no futebol, quem manda são as conjunturas e estas são dinâmicas toda vida. Uma conjuntura de fatores abreviou os projetos de Serra e de maneira tão forte que seu compromisso não se susteve em si. O trampolim lhe jogou muito alto e muito rápido (tão rápido quanto lhe lançou ao solo).

Este risco - o de Serra não cumprir novamente o mandato - não existe mais. Seu trampolim perdeu gradativamente o impeto. Serra já tem experiências demais. Risco maior é que isto se torne um "meme" (especie de febre coletiva) e catapulte ao poder alguém que está agorinha mesmo lustrando as molas do trampolim. Estes saltos sim podem ser desastrosos, inclusive para você aí, sentado na primeira fila da platéia.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.