Header Ads

Luz para todos!

Reaproveitando pouco mais do que garrafas PET, cheias de água, o empreendedor social Illac Diaz encontrou uma nova maneira para fornecer luz aos moradores das favelas das Filipinas.
É uma ideia luminosa, literalmente. Garrafas PET descartadas enchidas com água e um pouco de alvejante iluminam casas nas favelas de Manila.

Ali as moradias são tão grudadas umas nas outras que as pessoas vivem no escuro, até durante o dia. Mesmo partindo do princípio que o fornecimento de energia esteja disponível, a iluminação elétrica é proibitivamente cara. Illac Diaz descobriu que muita gente não conseguia pagar a conta de luz e acabou tendo a energia cortada pelas empresas fornecedoras.

Segundo estatísticas da Comissão Nacional de Eletrificação das Filipinas, em 2009, cerca de 3 milhões de famílias na periferia de Manila viviam sem energia.

A solução inteligente de Diaz, originalmente inventada no Brasil em 2002 e depois aprimorada por estudantes do Massachusetts Institute of Technology (MIT), é tão simples quanto brilhante.
Recorte um buraco do tamanho da garrafa no teto de chapa de ferro corrugado da moradia. Insira uma garrafa de 1 litro nesse buraco e fixe-a selando bem – um terço da garrafa fica acima do telhado, exposta à luz do sol, e os outros dois terços ficam suspensos dentro da casa, como uma lâmpada gigante.

Encha a garrafa com água filtrada, acrescente um pouco de alvejante e você terá uma "garrafa solar". A luz solar que vem do alto atravessa o líquido e é refratada para dentro do ambiente escuro da casa, o suficiente para iluminar todo o aposento.

Assim, não só se obtém a fonte de luz acessível – essencial para o ensino, para quem trabalha em casa, para segurança pessoal e a saúde –, como se reutilizam as garrafas PET, o que evita que elas sejam descartadas e poluam a área em torno, primeiro, e, depois, os oceanos, além de se criar uma indústria de fundo de quintal inteiramente nova, com consumo zero de carbono e empregos 'verdes'.

É uma solução vantajosa para todos. Exceto talvez para as companhias de energia, já que o processo todo é incrivelmente eficaz em termos de custo e energia, usando, totalmente, materiais reciclados.

As garrafas solares podem ser montadas e instaladas por 1 dólar cada unidade, afirmou Diaz na sua palestra durante a TEDxDubai sobre o fenômeno da garrafa solar, e cada uma delas irá durar cerca de 10 anos.

Diaz, fundador do projeto ‘Liter of Light’ (Litro de Luz), quer iluminar um milhão de lares não só nas Filipinas, mas também em favelas da Índia, África e de outros países do sudeste asiático até o final de 2012.

Isso é parte do seu trabalho permanente pela melhoria das condições de mais de 800 milhões de favelas no mundo todo. Sob os auspícios da sua fundação, a MyShelter, ele implantou o dormitório para marinheiros no Píer 1, um alojamento em Manila que fornece acomodação de baixo custo para marinheiros.

A ideia de Diaz está se disseminando rapidamente. Poucos meses depois de iniciado, o projeto Liter of Light conseguiu instalar 10 mil garrafas solares. O projeto é muito popular e recebeu amplo apoio de toda a sociedade. Até os militares e os presidiários vieram juntar-se à produção de garrafas solares.

A ONU declarou que 2012 é o Ano Internacional da Energia Sustentável para Todos. E, com certeza, não há exemplo melhor dessa ética do que as garrafas solares que iluminam a vida dos cidadãos nas favelas de Manila.

Nota: Raramente republicamos aqui textos completos de terceiros, mas este é tão genial que merece a excessão. Confira o original aqui: http://sustentabilidade.allianz.com.br/?1780%2Fgarrafas-pet-iluminam-favelas

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.