CQ? na net:

Fred e a BMW - Nunca mais...

O menino pobre de Teofilo Otoni - MG cresceu. Frederico Chaves Guedes (parece nome inspirado no seriado mexicano) se deu bem no futebol e hoje é um dos protagonistas do esporte brasileiro. Fred, atacante do fluminense, está acostumado a ser noticia por seus gols, mas estes dias fez noticia com uma briga contra uma das marcas mais famosas do mundo no seguimento de automóveis de luxo, a alemã BMW, que acabou se tornando a piada da semana.

Fred pagou a bagatela de R$: 500 mil num modelo X6, um dos top da marca, mas o carrão lhe trouxe muitas dores de cabeça. 

Não se sabe se por seu jeito simples de se expressar diante de atendentes acostumados a clientes "refinadíssimos", mas o futebolista reclama de ser tratado com absoluto descaso pelo pós venda. Alega ter gastado "outro carro" para tentar solucionar o problema, sem obter sucesso e elenca os reparos infrutíferos feitos pela BMW durante seis meses (até o motor foi trocado, o que só piorou o carro).

Sem conseguir ser ouvido e sabendo de sua força midiática, Fred botou a boca no trombone por meio da internet, na rede social Twitter, elevando os tópicos (hashtag) #bmwnuncamais e #BMW aos tops mundiais (de acesso e reprodução) da rede.

A BMW se apressou em lançar nota, informando que vai procurar Fred e solicitar um laudo do automóvel para solucionar o problema.

Até lá, fica a dúvida do real impacto negativo que Fred conseguiu criar com seu desabafo, como os próprios internautas acusaram, pouquíssimos são os brasileiros que possuem condições de torrar a pequena fortuna num único veiculo (na verdade poucos são até os que tem um patrimônio total no valor do carrão). Pessoas em posição social de mais destaque -e com melhores assessores- resolveriam a questão em menos tempo e gastando menos dinheiro (a maioria nem conseguiria mesmo tanto destaque na internet). Excluindo-se naturalmente a maioria dos brasileiros que riscam as quatro ultimas letras da hashtag #BMWnuncamais por absoluta incapacidade financeira, resta saber se "nunca mais" será aplicado por clientes habituais da marca ou se nunca mais o povo vai se deliciar vendo uma pendenga do andar de cima, tão próxima de sua realidade. 

Por esta semana a BMW se parece muito com o setor de usados daquela concessionaria meia boca logo alí, na sua esquina.

0 comentários :