CQ? na net:

Professora publica fotos de escola em mau estado e é demitida.

Em Imperatriz - Ma, uma professora da rede municipal de ensino precisou aplicar uma prova para alunos do ensino fundamental num dia de chuva. Como o telhado da escola estava danificado, os alunos precisaram abrir os guarda chuvas para viabilizar a aula na sala alagada.

Foto: Reprodução
A professora Uiliene Araujo Santa Rosa tirou fotos da situação e postou no FaceBook, conseguindo duas coisas: Tanta repercussão que o telhado foi rapidamente reparado e sua demissão do cargo que ocupava. Em sua defesa Uiliene acusa a prefeitura e a direção da escola de não tratarem corretamente a coisa publica e desrespeitarem seu direito de livre expressão e de luta por direitos.

Muitas pessoas defendem a professora nas redes sociais e a primeira vista ela é a vitima da história, sobretudo se considerarmos que o Maranhão, históricamente, desrespeita a chamada "coisa pública", sucedendo governos corruptos e ineficientes em esfera municipal e estadual.

Ocorre que, neste caso especifico, o governo municipal tem toda a razão. A professora faz (ou fazia) parte da equipe responsável por prover boa educação aos munícipes. Existem tramites oficiais que deveriam ser seguidos pela funcionaria pública: Informar formalmente a direção da escola e a secretaria da educação e -mediante a denuncia formal- até se negar a ministrar aulas nestas condições. Agindo assim não haveria motivos para punição, mas não existe registro de queixas nos órgãos competentes.

Ao expor situação funcional publicamente, atropelando os canais competentes para atendimento, a servidora não contribuiu para uma melhora no serviço e prejudicou a imagem da gestão publica se valendo de sua posição para tanto.  Em que pese toda a boa intenção contida no ato, a punição da servidora pública é justíssima.

0 comentários :