Header Ads

Assédio moral na educação: O que é isso companheiro?

A educação, por definição, deveria reunir profissionais melhor preparados – com relação a população em geral -  para lidar com as questões da vida. Causa espanto verificar que as relações humanas entre estes profissionais podem beirar ao feudalismo.

Durante o tempo em que este blog ficou desatualizado, mais de 60% das mensagens recebidas se referem ao assédio moral no tr
Imagem de sintratel.org.br
abalho. No geral, parece que quem exerce cargo de chefia no ambiente escolar, passa uma imagem de “eu sou a lenda” e você um reles zumbi.

Antes de qualquer coisa, precisamos lembrar que é preciso bom senso em qualquer relação humana e algumas pessoas preferem se “vitimizar” por estar numa posição hierárquica inferior, que encarar um debate honesto sobre os problemas funcionais cotidianos.

Excluindo-se isto, a legislação é muito clara e servidores públicos em cargos de chefia são muito mais “vidraças” do que “pedras”.

Na pratica isto quer dizer que os chefes (Gerentes, coordenadores ou equipe gestora, no caso das escolas) carregam muito mais responsabilidades e contam com muito mais mecanismos punitivos do que agentes escolares e professores.

É preciso considerar que as escolas não são  “microcosmos autônomos” e que qualquer um pode recorrer a instancias superiores para denunciar gestores por praticas inconvenientes ou criminosas; isto, nem de longe, implica risco ao denunciante (desde que não seja leviano).

O estado, em todas as suas instancias, conta com órgãos fiscalizadores e ouvidorias e o interesse em que as coisas ocorram na forma da lei é um dos pilares dos que defendem o estado de direito (Os que não o fazem, incorrem em ilegalidade).

É inconcebível que professores e demais profissionais da educação sejam submetidos à humilhação e assédio. Não é raro que estes fatos estejam associados a todo o tipo de desmando e ilegalidade.

Portanto, sempre que perceber que algo não funciona dentro da legalidade (e isto abrange desde o assédio moral ao peculato), procure a instancia competente e denuncie, a democracia agradece.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.