CQ? na net:

Mais o que professora Fran?

Uma zelosa mãe de classe média colocou seus dois filhos numa escola particular de Duque de Caxias - RJ sem atentar para um detalhe: Seus filhos são negros!
Nos tempos bicudos em que a economia brasileira se encontra, até para ser preconceituoso com os clientes é preciso cuidado. O cabelo das crianças incomodou algumas gentes. Com todo o cuidado possível a professora coordenadora Fran resolveu tomar uma atitude e mandou um bilhetinho para a mãe solicitando que cortasse aquelas jubas ou pelo menos prendesse os rastafáris dos negrinhos.

Olá mamãe Debora,
Peço-lhe se possível aparar ou pelo menos trançar o cabelinho dos meninos, eles são lindos mais eu ficaria mais feliz com o cabelo deles mais baixo ou presos. Beijos Professora Fran. 

Um absurdo! eu tiraria meus filhos da escola na hora. a escola afirma que houve mal entendido e a atitude de preconceito até é passível de discussão. Ainda assim eu tiraria meus filhos da escola, na hora!

Eu posso entender que uma escolinha particular de quinta categoria e pensamento provinciano tenha a pretensão de enquadrar seus clientes negros nos moldes socialmente aceito pelos brancos e pardos. Muito embora devesse ser um estabelecimento promotor de educação e cultura, é possível que o anseio de alguns tapados e bocós levem ao descalabro de se enfezarem com a cabeleira de duas crianças. É horrível mas rotineiro nestes muitos brasis espalhados por este Brasil. O preconceito velado ainda grassa sorrateiro por muitas das mentes tidas como privilegiadas.

Não imagino se dona Fran é verde ou azul, quem sabe uma negra que faz chapinha todos os dias para disfarçar os crespos cabelos, o que sei de saber é que não tem preparo para ser professora, quanto mais professora coordenadora.

Uma professora coordenadora é a responsável pela aplicação do projeto pedagógico pelo corpo docente da escola. Não há como imaginar uma pessoa nesta posição alimentando preconceitos e tolhendo a diversidade. Um tanto pior é para quem paga em busca de uma educação melhor receber um bilhete deste teor e onde a responsável técnica pela qualidade do ensino   troca """MAS" por "MAIS".   

Isto em boa medida explica a atitude. O que esperar de um professor que sequer aprendeu o que deveria ensinar para seus alunos? 


2 comentários :

Anônimo disse...

RIDICULO!

Critico literario disse...

Professora coordenadora, corpo docente, projeto pedagogico... Explica, explica e não explica nada.