Header Ads

O que eles e elas temem na hora do sexo.

Ingleses são chegados em pesquisas que quantifiquem emoções. Não é possível medir a eficacia delas para todas as pessoas mas o serviço de saúde inglês Superdrug online Doctor perguntou a eles o que mais temem na hora H.

Ninguém deveria ter medos na hora que o compositor fluminense Altay Veloso chamou de "A sensação suprema dos mortais" e "o gozo são e soberano dos animais" e para entender os medos é preciso entender o conceito de "sexo bom" que leva a eles.

Sexo não tem muito a ver com aparência física e sim com química. eventualmente pessoas belas não se entenderão tão bem na cama como pessoas comuns ou esteticamente menos favorecidas. Sexo bom deveria ser aquele que te faz acordar com a pele sedosa como a de um bebê, uma disposição danada para encarar a dura rotina cotidiana e um sorriso de orelha a orelha.

Não se mede sexo por intensidade, duração, variações de posição ou qualquer outra métrica. Sexo é bom quando satisfaz ambos os parceiros e cada um gosta de um jeito, tem um ritmo e uma frequência, só quando encontra um parceiro onde  rola uma química faz todo o sentido.

Todo o resto não precisaria entrar na história se o ser humano não fosse um animal assim tão complexo e inteligente. De qualquer forma segue aí a lista divulgada pela Aline Lacerda.



Se você não se identificou muito com a lista meus parabéns, se você se preocupa em se prevenir contra doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada demonstra maturidade e equilíbrio, agora, se algum dos outros itens lhe vem a cabeça na hora H, ouça aí Altay Veloso e descubra o que é o amor.
Lembrete: Entre quatro paredes vale tudo mas ninguém é obrigado a nada. Quando uma mulher se submete ao que não quer só para "agradar" o parceiro deixa de ser sexo para se tornar constrangimento ou prestação de serviço.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.