CQ? na net:

Fazendo história no Derby Centenário - O juiz chorou e Tchê-Tchê sorriu.

Desde que o Palestra Itália goleou o Corinthians por 3 a 0 até o jogo de ontem (22/02/2017) muita coisa aconteceu. O Derby é parte essencial na construção da história dos dois times e já fez muitos heróis e muitos bandidos. 

Não poderia ser diferente no jogo centenário.  Jô jogou apenas 5 minutos (mas precisou mesmo de 40 segundos) para fazer história ao empurrar a bola para as redes em seu segundo toque na bola e quebrar o favoritismo do alviverde, cujo elenco é infinitamente superior. Thiago Duarte Peixoto, o árbitro da partida fez história ao expulsar equivocadamente o jogador Gabriel.

Ao final da partida dois eventos raros no futebol entraram para os anais do clássico.  o juiz não só se explicou como admitiu o erro e chorou. Sim, Thiago sucumbiu em prantos ao final da partida e teve a humildade de explicar o erro e pedir uma segunda chance.

Gabriel foi jogador do Palmeiras até o fim da ultima temporada e seu ex-companheiro Tchê-Tchê comentou o lance da expulsão durante um live (transmissão ao vivo) de Moisés, jogador que sofreu entrada dura e lesão grave ainda outro dia em jogo contra o ex-time de Tchê-Tchê.

Sabe-se lá se em tom de brincadeira ou muito a sério, o palmeirense afirmou que Gabriel foi traíra ao trocar de time e que por isto mereceu a injustiça.

Tchê-Tchê surgiu no surpreendente Audax-2016 e trocou de time, se continuar jogando a bola que joga não deve demorar a trocar de time novamente (desta vez rumo a Europa ou a China).

A história é continuamente escrita, mais tarde saberemos com certeza o lugar de cada personagem no rol de heróis e bandidos do Derby.

1 comentários :

Avanti disse...

CUrintiano chora até quando ganha KKKK