CQ? na net:

A cada 15 dias uma criança é violentada nas escolas de São Paulo.


Todos os meses pelo menos duas crianças com idade entre dois e dezessete anos são violentadas nas escolas de São Paulo. É um numero assombroso. Maior espanto ainda é saber que os responsáveis são colegas, funcionários e até professores e o pior é que a maioria nem sequer foi presa. Tudo isto você pode conferir na reportagem veiculada no jornal da band em 10 de maio de 2010 e que reproduzimos abaixo.

O que a reportagem não mostra, mas você precisa saber é que o DPME, órgão do governo estadual responsável pelas perícias médicas nos ingressantes do serviço publico faz uma triagem perversa e irresponsável nos candidatos. Segundo pauta de reivindicações dos próprios peritos na ultima greve tais perícias sofrem ingerências administrativas. O problema é que pessoas perfeitamente capazes e competentes que apresentam problemas de saúde que não lhes conferem o direito à aposentadoria por invalidez, como diabetes ou cálculos renais por exemplo, são considerados inaptos para o trabalho. O DPME conta com uma grande equipe de psiquiatria, mas não avalia possíveis traços de personalidade que possa identificar gente com transtornos sexuais ou outro que seja nocivo à sociedade. Então o governo acaba contratando psicopatas para atender a população em detrimento de gente idônea que sofre de enxaquecas. A única preocupação do DPME é a de identificar e excluir gente propensa a precisar de licença médica e pedófilos obviamente não se enquadram nesta categoria. Negar emprego à gente que não tem uma doença que incapacita definitivamente é mais que uma maldade ou um péssimo exemplo à iniciativa privada, um crime. Talvez, se as baterias do órgão estivessem voltadas para os problemas certos, nossas crianças estivessem mais bem cuidadas e amparadas na escola.

Estamos coletando material para ajudar você a identificar sinais de que seu filho possa ter sofrido algum tipo de violência sexual e publicaremos em breve, confira.

0 comentários :