CQ? na net:

Datena - Um tapa na cara do padrão globo.

Eu conheço (pela tv) José Luis Datena desde que ele ainda era o Da trena. Nas transmissões de futebol da band assim que o jogo acabava lá ia o Datena fazer o merchan de uma empresa e com uma trena na mão media a distancia que a bola percorreu até entrar na baliza.

O jornalismo esportivo sempre forneceu os melhores apresentadores de programas policiais. A escola tradicional tem na Record o Faccioli e já passaram muitos outros como o excitado Marcelo Resende.

A agilidade do jornalismo esportivo e o fato de o futebol ser a melhor expressão de povo que temos, já que reúne nos estádios gente de todas as camadas e ideologias, serve como um ótimo molde para programas informais e dinâmicos voltados para as classes mais populares.

Datena sabe falar a linguagem do povo e entende a cabeça de seu publico, já foi pobre, já teve problemas com drogas na família e se dá ao luxo de escrever errado no twitter, trocando, mas por mais sem receber uma penca de twittadas desaforadas como ocorreu com a filha da Xuxa.

Alias, até nisto se parece com o povo: Foi um dos últimos famosos a entrar no twitter e a criar um blog, junto com a massa que agora tem acesso à internet.

Um vigilante mineiro foi sacar R$5,00 (cinco reais) no banco e o papai Noel apareceu mais cedo, a maquina soltou a pequena fortuna de R$10.000,00. O cara está desempregado, vivendo as custas da mulher que ganha menos que um salário mínimo, mas na segunda feira seguinte correu para a agencia e entregou todo o dinheiro de volta. O gerente lhe ofertou um cafezinho e agradeceu como quemagradece uma banalidade e o homem ficou famoso, porém tão duro quanto estava antes.

A atitude é tão louvável quanto surpreendente, mas ninguém faz jus à recompensa por não se apropriar do que não lhe pertence, fossemos civilizados nem noticia isto precisaria virar. No interior da Alemanha, existem agricultores que cultivam morangos e vendem parte da produção nas estradinhas que cortam as propriedades, como clientes são uma eventualidade, os morangos ficam expostos na beira da estrada, acomodados em bancas, com uma vasilha para colocar o dinheiro do pagamento e se preciso pegar o troco e, o mais inacreditável, sem ninguém tomando conta. Uma espécie de alto-atendimento primitivo.

No Brasil isto provavelmente seria uma calamidade, já que muita gente gosta mesmo de levar vantagem em tudo. O William Bonner dos pobres, nosso glorioso Datena está fazendo uma pesquisa sobre o tema. Boa parte do povo não devolveria o dinheiro para o banco. Os bancos, com a benção de Lula que ontem agradeceu a Deus por isto em entrevista dada na cidade de Londres, estão ganhando muito dinheiro às custas do suor do povo, captam dinheiro baratinho e repassam ao povo com juros exorbitantes, uma espécie de agiotagem legalizada e certamente nem sentiriam falta do dinheiro, que vem a ser uma “merreca” perto dos números estratosféricos de nosso sistema financeiro, caso o vigilante ficasse com o dinheiro talvez até pudesse ser considerado uma justiça a lá Robin Hood, o mais incrível da situação é que Datena declarou mais de uma vez que ficaria com o dinheiro se tivesse no lugar do vigilante e mesmo sendo um formador de opinião ninguém ousou criticá-lo. Os detratores sabem onde pisam e não tiveram a audácia de criticar, provavelmente por ser uma opinião consoante o pensamento da maioria. Isto é que é sintonia com o povo!

0 comentários :