CQ? na net:

Merchan no BBB11 – Na festa pink a coisa ficou preta. Vai uma coca-cola aí?



*dançando e tomando guaraná antártica:

-Aqui deveria ter Coca-Cola né?

*musica rolando*

-O que?

*mais alto:

-Eu queria mesmo é uma Coca-Cola!

*Ploft!*

(Boninho tendo um infarto fulminante!)


Uma cota de patrocínio do BBB 11 custa mais de 16 milhões de reais. O preço se justifica pela audiência enorme e pelo merchan casual inserido no cotidiano da casa. Os gênios da propaganda cobram os olhos da cara para bolar cenas e games que exponham as marcas dos patrocinadores ao máximo, sem anunciar diretamente o produto.
Ontem rolava uma tal festa pink ou festa do amor. Durante o Corujão, no intervalo da enésima reprise do filme  O Código da Vinci uma longa entrada ao vivo mostrava os felizes e cansados (mais cansados que felizes) Brothers dançando e saboreando o delicioso guaraná antártica. Tudo rolava bem até que uma das sisters (Me perdoem os fãs do programa, mas não assisti o suficiente para decorar os nomes) resolveu reclamar do patrocinador. O dialogo acima foi transmitido ao vivo e a Coca-Cola, que não gastou um centavo, fez a melhor propaganda que um publicitário poderia imaginar (se é que podia!). O guaraná antártica, quase vinte milhões mais pobre por bancar o patrocínio, já sabe: O povo até bebe, mas queria mesmo é uma coca-cola...
E hoje deve ser dia reuniões trovejantes na rede globo.

0 comentários :